Pedro Eiras

Pedro Eiras (Porto, 1975)

Licenciou-se em Línguas e Literaturas Modernas, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, em 1997. Doutorou-se em Literatura Portuguesa pela Universidade do Porto, em 2004.

É Professor de Literatura Portuguesa na Faculdade de Letras da Universidade do Porto e Investigador do Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa.

Publicou os seguintes livros: Antes dos Lagartos (teatro, 2001), Anais de Pena Ventosa (romance, 2001), Estiletes (contos, 2001), Passagem (teatro, 2002), Um Forte Cheiro a Maçã (teatro, 2 003), Recitativo dos Livros do Deserto (teatro, 2004), As Sombras [Slow / A Última Praia antes do Farol / Uma Carta a Cassandra / O Pressentimento de Inverno / Cultura], 2005), Esquecer Fausto. A fragmentação do sujeito em Raul Brandão, Fernando Pessoa, Herberto Helder e Maria Gabriela Llansol (ensaio, 2005), A Moral do Vento. Ensaio sobre o corpo em Gonçalo M. Tavares (2006), A Lenta Volúpia de Cair (ensaios sobre poesia, 2007), Um Certo Pudor Tardio. Ensaio sobre os «Poetas Sem Qualidades» (2011).

Com Esquecer Fausto ganhou o Prémio P.E.N. Clube Português de Ensaio referente a obras publicadas em 2005.

As suas peças têm sido encenadas e lidas em Portugal, França, Grécia, Eslováquia, Roménia e Brasil.

A peça Um Forte Cheiro a Maçã foi traduzida para francês, editada por Les Solitaires Intempestifs e difundida pela rádio France Culture. A peça Uma Carta a Cassandra foi traduzida para romeno, editada no volume Teatru Portughez.

Voltar para Oficinas de Escrita.